Blanca, jornalista, "organiza" cadáveres de Covid-19 em ruas do Equador - Plataforma Media

Blanca, jornalista, “organiza” cadáveres de Covid-19 em ruas do Equador

O cacique “Guayas” e sua esposa “Quil” foram símbolos da resistência aborígene, que, diz o povo equatoriano, escolheram lutar até à morte, em vez de prestar vassalagem aos conquistadores espanhóis, que aqui chegaram em 1538, capitaneados por Francisco de Orellana. Independente desde 1820, centro de indústrias da pesca e de manufatura do país, Guayaquil é a segunda maior cidade do Equador, depois da capital, Quito. Fica na margem ocidental do rio Guayas, que dá nome à província e desemboca no golfo de Guaiaquil, no Oceano Pacífico.

Blanca Moncada Pesantes é jornalista do diário Expresso de Guayaquil, a cidade equatoriana que, por estes dias, é o epicentro da Covid-19 no país e que, sozinha, chega a ter mais caos do que vários países sul-americanos.

Leia mais em TSF

Artigos relacionados
MacauSociedade

Antes, durante e depois da quarentena

BrasilPolítica

Brasil é o 2º país com mais barreiras de entrada no exterior por conta do coronavírus

BrasilSociedade

Brasil bate recorde e supera EUA em novas mortes por Covid por milhão de habitantes

Mundo

Alemanha adota plano de suspensão progressiva do confinamento

Assine nossa Newsletter