O Tempo Não Volta Atrás - Plataforma Media

O Tempo Não Volta Atrás

Há mundo para além vírus. Mas engana-se quem espera que tudo passe, para que tudo fique na mesma. A ilusão paralisa, congela e deprime. Este presente não é mera circunstância; anuncia um novo futuro: política, economia, consumo, emprego, sociabilidade, emoções… E nem tudo o que vier virá por bem. É preciso intuição, firmeza – e renovação. 

O mundo não é – nem será – a preto e branco: bem ou mal, verdade, mentira, ou consequência… A dicotomia é muleta: posiciona, guia zonas cinzentas, escolhe a cor das convicções. Novas divisões anunciam-se: conservadorismo ou progressismo; localismo, centralismo ou globalismo; humanismo ou antropofobia; ecologia, sustentabilidade ou genocídio… 

Conceitos velhos ganham nova relevância; relegam outros, tais como direita ou esquerda, norte ou sul, fiel ou infiel, popular ou de elite… O futuro, esse, tem sempre razão; chega mesmo – queira-se ou não. O Covid-19 é único e incontornável. Torce a curva do tempo, acelera a História; paralisa e assusta… confronta uns com outros; todos consigo mesmo; arrasa manias e convicções. 

Teletrabalho, pressão política, consciência social, cultura de exigência, inovação… não são problema em si mesmos – fazem parte da solução. Dizer sim – ou não – a isto ou àquilo, constrói a identidade – individual e coletiva. O Homem tem memória curta, seletiva; repete erros, esquece o perigo… Desta vez, não tão cedo. O horror da guerra, a economia virtual, o prenúncio da pandemia, os alertas de Orwell e de Huxley, o sonho verde e o terrorismo ecológico… passaram ao lado da consciência. Mas esta lição veio para ficar. 

Um organismo minúsculo, com película gorda, ajoelha o deus da tecnologia; trucida a obsessão de sucesso, o egoísmo pandémico…. Este vírus passará; outros virão; mas o medo, esse, vai ficar. Com vantagens: ter coragem inclui ter medo. O heroísmo bacoco é inconsciente e irresponsável. Coisa diferente é levantar a cabeça, ganhar energia e seguir em frente… aprender com os erros, ter respeito pelo que mete medo – fazer novas escolhas. 

Paulo Rego 09.04.2020

Este artigo está disponível em: 繁體中文

Related posts
Opinião

Liberalismo selvagem

Opinião

A Carne De Porco É Cara? Criemos Porcos!

Opinião

Pedido de Compensação Americano Terá Lugar Amanhã

Opinião

O caminho da montanha

Assine nossa Newsletter