Pão mais caro em Moçambique reflete atualização de custos - Plataforma Media

Pão mais caro em Moçambique reflete atualização de custos

As padarias moçambicanas começaram a aumentar o preço de pão na segunda-feira, devido ao agravamento dos custos de produção, disse hoje à Lusa o presidente da Associação Moçambicana dos Panificadores (Amopão).

“Faz todo o sentido que as padarias aumentem o preço de pão, porque não era ajustado desde 2017”, frisou Víctor Miguel.

Panificadores e padarias reuniram-se esta e na semana passada para discutir os aumentos e, segundo o presidente da Amopão, cada ponto de venda está a subir o preço de pão em função dos custos que acarreta, não havendo uma proporção fixa de agravamento.

O dirigente da Amopão apontou o agravamento do custo de trigo, água e energia como fundamentos que justificam a subida de preços.

“Ou ajustamos o preço ou as padarias entram numa situação insuportável”, referiu.

Víctor Miguel acrescentou que mais de 70 padarias fecharam nos últimos meses em todo o país por incapacidade de fazer face aos custos de produção.

Vários consumidores disseram à Lusa que as variedades de pão mais consumidas pela maioria da população das cidades moçambicanas conheceram esta semana um agravamento de 2,5 meticais (cerca de três cêntimos de euro), passando a custar 12,5 meticais (0,15 euros).

Artigos relacionados
BrasilEconomia

Brasileiros acreditam que inflação será de 5,2% nos próximos 12 meses

BrasilEconomia

Inflação fecha 2020 em 4,52%, acima do centro da meta

AngolaEconomia

Inflação em Angola no valor mais alto desde 2017 vai continuar alta em 2021

EconomiaMundo

As lições da economia japonesa para lidar com a inflação no pós-pandemia

Assine nossa Newsletter