Ex-guarda nazi pede desculpas pelo Holocausto durante julgamento - Plataforma Media

Ex-guarda nazi pede desculpas pelo Holocausto durante julgamento

Bruno Dey, 93, trabalhava no campo de concentração de Stutthof, na Polônia

Um ex-guarda da Schutzstaffel (SS), organização paramilitar de Hitler, pediu desculpas nesta segunda-feira (20) às vítimas do Holocausto.

“Gostaria de me desculpar diante daqueles que sofreram esse inferno e diante de seus familiares. Algo semelhante nunca deve acontecer novamente”, declarou Bruno Dey, 93, que está sendo julgado em Hamburgo, na Alemanha.

Dey trabalhava no campo de concentração de Stutthof, no norte da Polônia, e disse que compreendeu “toda magnitude e crueldade” do que acontecia por lá com as declarações das testemunhas do processo.

Leia mais em Folha de S. Paulo

Este artigo está disponível em: English 繁體中文

Artigos relacionados
CulturaSociedade

Primeiro Museu do Holocausto na Península Ibérica é inaugurado dia 20

ChinaHong Kong

Familiares de luso-chinês querem diplomatas portugueses no julgamento

BrasilCultura

Rio de Janeiro inaugura memorial às vítimas do holocausto

CulturaMundo

Helen Mirren lê Anne Frank para as novas gerações

Assine nossa Newsletter