Corte de despesas “ultrajante” na Universidade de Macau

Funcionário alerta para corte de despesas “ultrajante” na Universidade de Macau

De acordo com um funcionário da Universidade de Macau, o orçamento para o departamento de investigação aprovado para este ano foi congelado e não pode ser usado. Ao mesmo tempo que as inscrições para o próximo ano lectivo crescem, o número de pessoal está a diminuir

Um funcionário da Universidade de Macau (UM) considerou “ultrajante” e “pouco racional” a gestão orçamental que está a ser feita pela instituição, dado que os cortes de despesa incidem sobre verbas previamente aprovadas.

Além disso, citada pelo portal All About Macau na passada sexta-feira, a mesma fonte refere ainda não compreender como estão previstos cortes ao nível do pessoal, quando o número de alunos inscritos para o próximo ano lectivo tem vindo a aumentar.

Leia mais em Hoje Macau

Artigos relacionados
MacauSociedade

John Mo tenta evitar condenação de seis anos de prisão

MacauSociedade

Os 40 anos da Universidade de Macau e o pioneirismo no ensino superior

MacauSociedade

Estudo sobre discriminação publicado em revista internacional

CulturaMacau

António Candeias, diretor do Laboratório Hércules da Universidade de Évora: "Valorizar o património comum"

Assine nossa Newsletter