Ministro Wang Yi visita o Tibete para "enviar mensagem à Índia" - Plataforma Media

Ministro Wang Yi visita o Tibete para “enviar mensagem à Índia”

Os dois países deram poucos sinais para tentar resolver o impasse que levou a um confronto mortal no Vale de Galwan no passado mês junho

O ministro das Relações Exteriores da China, Wang Yi, fez uma rara visita ao Tibete na passada sexta-feira, incluindo uma viagem à disputada fronteira com a Índia, enquanto o impasse militar de três meses entre os dois países continua arrastando-se com poucos sinais de resolução.

Embora uma declaração concisa emitida pelo Ministério das Relações Exteriores no sábado não mencionasse a Índia, a viagem de Wang à fronteira foi descrita por observadores como um gesto incomum e simbólico.

Negociações diplomáticas e cinco rodadas de negociações militares não conseguiram romper o impasse sobre a longa disputa na fronteira, que se transformou numa disputa ampla e cada vez mais perigosa sobre comércio, tecnologia, investimento ou geopolítica.

Wang, que é o representante especial da China nas negociações fronteiriças com a Índia, afrimou que a segurança e a estabilidade do Tibete são de importância crucial para o desenvolvimento geral da China. O ministro pediu aos diplomatas chineses que trabalhem com as autoridades locais para proteger a segurança nacional.

A viagem aconteceu um dia antes do primeiro-ministro indiano, Narendra Modi, prometer engrossar as fileiras militares com 1,4 milhões de soladados com vista à defesa da soberania do país.

A China tem uma longa fronteira não delimitada com a Índia, que fica principalmente na província do Tibete.

Wang tornou-se o primeiro oficial de topo do governo central a visitar a área de fronteira desde o confronto mais mortal ocorrido a 15 de junho no disputado vale de Galwan. Vinte soldados indianos perderam a vida no confronto, enquanto Pequim se recusou a revelar o número de vítimas do lado chinês.

Este artigo está disponível em: English

Artigos relacionados
MundoReligião

Covid-19: Dalai Lama vacina-se e insta mais pessoas a ter "a coragem" de o fazer

AngolaSociedade

Índia disponível para apoiar Angola no acesso às vacinas para a Covid-19

BrasilFuturo

Índia lança o primeiro satélite de vigilância desenvolvido pelo Brasil

ChinaMundo

Oito meses depois ELP fala de mortes na disputa fronteiriça

Assine nossa Newsletter