“America, make the World Great Again” - Plataforma Media

“America, make the World Great Again”

Em 2016, Donald Trump surgiu aos olhos do mundo – e de muitos americanos também – com uma frase que prometia alterações de monta da política norte americana. Incluindo a política externa.

“Make America Great Again” era só um prenúncio da forma como ele lidou com a NATO, com a OMS ou com o Acordo de Paris sobre alterações climáticas.

Apesar de tudo, em 2016 não sabíamos ao certo o que valia, nem o que faria, Donald Trump. Hoje sabemos.

Externamente ele desprezou aliados, aproximou regimes políticos altamente duvidosos, transformou adversários económicos e políticos em inimigos apontados a dedo. Com ele – e depois dele – é difícil admitir que o mundo está melhor.

Internamente, desprezou a Pandemia e o Obamacare de uma assentada, cortou nos impostos para os mais ricos, assistiu e conviveu sem contestar – não quero dizer instigou – a um crescimento dos fenómenos racistas. Eles não são um exclusivo da sociedade americana, mas a sociedade americana ia dando sinais de os combater de forma inteligente. Donald Trump herdou o poder de Barack Obama, para dar apenas um exemplo.

A América para o mundo – goste-se ou não dela – é bem mais importante que Donald Trump.

Para além disso Trump, ao longo destes 4 anos, economizou na verdade e investiu na mentira sempre que isso lhe foi favorável. Sabemos que ele não foi o único presidente norte-americano a fazê-lo, mas não sei se outro o fez de forma tão evidente.

Nesta altura cerca de 90 milhões de norte-americanos já foram às urnas e votaram de forma antecipada. No início desta semana vão os restantes.

A América para o mundo – goste-se ou não dela – é bem mais importante que Donald Trump. Por isso, nesta altura não se trata apenas de esperar que as sondagens se confirmem nas urnas, dando a vitória a Joe Biden. Nesta altura era bom que essa vitória fosse expressiva para que Trump e os seus acólitos aceitem a derrota.

A América tem por estes dias a responsabilidade de começar a construir um Mundo “Great Again”. Travar a recessão democrática e dar um primeiro sinal de recuperação da democracia mundial.

*Diretor do PLATAFORMA

Este artigo está disponível em: English

Related posts
BrasilCultura

Artistas, políticos e organizações pedem a Biden que negue verbas a Bolsonaro para ambiente

BrasilMundo

Bolsonaro avalia anunciar aumento de verba para o Ambiente em cúpula de Biden

MundoPolítica

Biden anunciará medidas contra violência por armas de fogo nos EUA

Política

Dois polícias processam Trump por ataque ao Capitólio em janeiro

Assine nossa Newsletter