Ao fim de 40 anos, o português Rui Simões consegue apoio do ICA para um filme de ficção - Plataforma Media

Ao fim de 40 anos, o português Rui Simões consegue apoio do ICA para um filme de ficção

Ao fim de quarenta anos de tentativas, o realizador Rui Simões conseguiu apoio financeiro do Instituto do Cinema e Audiovisual para fazer a primeira longa-metragem de ficção, o que considera “uma questão de sorte”.

De acordo com a lista de resultados divulgada pelo Instituto do Cinema e Audiovisual (ICA), foram escolhidos oito projetos no programa de apoio financeiro de 2020 à produção de primeiras obras longas-metragens de ficção, com um valor total de 3,2 milhões de euros, e entre eles está “Primeira obra”, de Rui Simões, que receberá 500 mil euros.

“Eu concorro todos os anos, sem exceção, desde 1980. […] Ao longo destes 40 anos nunca tinha sido contemplado com nenhuma ficção, que o argumento é sempre o mesmo: ‘já que não sou cineasta de ficção, sou um documentarista, não posso fazer ficção’. Não se percebe. É o que é”, contou o realizador.

Leia mais em Diário de Notícias.

Related posts
CulturaMundo

Artistas populares expressam apoio aos manifestantes em Cuba

Cultura

Catherine Deneuve reaparece num drama de muitas emoções

Cultura

Nanni Moretti irrompe na competição de Cannes, que entra em semana decisiva

CulturaMundo

"Velozes e Furiosos 9" segue liderando a bilheteria americana

Assine nossa Newsletter