Fuga à paternidade aumenta em 80% em Angola - Plataforma Media

Fuga à paternidade aumenta em 80% em Angola

Os centros de aconselhamento familiar ligados ao Ministério da Acção Social, Família e Promoção da Mulher (MASFAMU) registaram um aumento de casos de diferentes tipos de violência, sobretudo com maior realce para a fuga à paternidade que representou uma subida em mais de 80 %, segundo a ministra da instituição, Faustina Alves

A titular da pasta da Acção Social falava à margem da conferência sobre “A promoção da mulher em Angola – conquistas e desafios”, realizada ontem pela sua instituição, em Luanda.

O confinamento das famílias e outras medidas de restrições decorrentes do Estado de Calamidade trouxe outros problemas sociais e económicos como o aumento de casos de violência doméstica, abuso sexual a menores, desestruturação familiar, causada pela redução de emprego e a fuga à paternidade.

A fuga à paternidade e a violência com maior incidência nos centros de aconselhamento familiar, representando mais de 80% dos casos registados, a par desta, outras situações também têm preocupado o Executivo.

Leia mais em O País

Related posts
AngolaChina

China quer investir mais em Angola

AngolaEconomia

Angola elogiada por ter contribuições em dia

AngolaPolítica

Governo angolano reconhece “excessos” em manifestação

AngolaPolítica

Nova manifestação em Luanda marcada para sábado

Assine nossa Newsletter