Covid-19. Como transportar milhões de vacinas de forma rápida e segura? - Plataforma Media

Covid-19. Como transportar milhões de vacinas de forma rápida e segura?

Com empresas farmacêuticas a anunciarem dados provisórios, mas promissores sobre a última fase dos ensaios clínicos de vacinas contra a covid-19, os países começam a pensar nos desafios logísticos associados à distribuição.

Como é que milhões de doses de vacinas podem ser transportadas de forma rápida e em segurança quando finamente estiverem prontas? O setor logístico está a preparar-se, como consegue, numa fase em que ainda há várias incógnitas.

Quantas vacinas serão necessárias?

De acordo com a Federação Internacional da Indústria Farmacêutica (IFPMA), a previsão é de que sejam produzidas entre 12 e 15 mil milhões de doses em todo o mundo. Será insuficiente, no entanto, para chegar a toda a população mundial antes de 2023 ou 2024, estima a Duke University, da Carolina do Norte nos Estados Unidos, que monitoriza o mercado emergente de cerca de 200 vacinas candidatas.

Todas as vacinas serão transportadas da mesma forma?

Em termos de condições de conservação, os laboratórios estão a preparar dois tipos de vacinas: algumas, como aquela que está a ser desenvolvida pela Pfizer e a BioNTech, vão exigir temperaturas de armazenamento muito baixas, até -80°C, enquanto outras poderão ser armazenadas em temperaturas mais convencionais, entre 2°C a 8°C.

Leia mais em Diário de Notícias

Artigos relacionados
PortugalSociedade

Portugueses apoiam restrições às viagens no Natal e Ano Novo

BrasilSociedade

Ministério da Saúde do Brasil divulga informações sobre o combate à Covid-19

BrasilSociedade

Brasil regista 501 novas mortes por Covid-19 nas últimas 24h

Assine nossa Newsletter