Inspetores do SEF esperam que videovigilância revele toda a verdade sobre morte no aeroporto - Plataforma Media

Inspetores do SEF esperam que videovigilância revele toda a verdade sobre morte no aeroporto

Defesa pediu todas as imagens que captaram durante três dias o ucraniano Ihor Homenyuk no aeroporto de Lisboa.

As defesas dos inspetores do Serviços de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) acusados pela morte de Ihor Homenyuk esperam que o caso possa ser totalmente explicado depois de serem analisadas todas as imagens de videovigilância do aeroporto que revelem com quem esteve o imigrante ucraniano ao longo de quase três dias, desde que aterrou em Lisboa até ao momento da sua morte.

Ao longo de meses, durante a investigação do Ministério Público, os três advogados de defesa pediram acesso a uma dezena de outras câmaras, imagens que temiam que fossem destruídas passados 30 dias e que só agora lhes começaram a chegar.

Maria Manuel Candal, que representa o inspetor Luís Silva, confirma à TSF que acredita que já receberam todas as imagens que pediram, mas a análise ainda vai demorar muito tempo pois são centenas de horas de gravação em mais de meia dúzia de câmaras.

Leia mais em TSF

Artigos relacionados
PortugalSociedade

Declarações sobre reestruturação do SEF foram um "erro" e um "descuido bondoso"

PortugalSociedade

SEF já pagou indemnização à viúva de Ihor

PortugalSociedade

MP investiga queixa contra segurança privada ilegal no centro de detenção do SEF

PortugalSociedade

Família de ucraniano morto em Portugal deverá receber mais de 830 mil euros de indemnização

Assine nossa Newsletter