Luxemburgo pronto para receber doentes portugueses: "é um ato de solidariedade" - Plataforma Media

Luxemburgo pronto para receber doentes portugueses: “é um ato de solidariedade”

Catarina Fernandes Ribeiro, enfermeira em Luxemburgo, está preparada para tratar os seus conterrâneos “com carinho” caso Portugal decida enviar doentes covid para outros países.

Caso Portugal decida enviar doentes covid-19 para outros países europeus há no Luxemburgo alguém que os acolherá com um carinho especial. Catarina Fernandes Ribeiro, 40 anos, é a enfermeira-chefe do serviço de doenças infeciosas do Centro Hospitalar do Luxemburgo, o maior do grão-ducado, e está desde o início da pandemia na primeira linha do combate. “Foi o serviço que recebeu o primeiro caso de covid-19 no Luxemburgo, estamos na primeira linha desde o início e, felizmente, tenho conseguido escapar à infeção.

Catarina Fernandes Ribeiro, enfermeira em Luxemburgo, está preparada para tratar os seus conterrâneos “com carinho” caso Portugal decida enviar doentes covid para outros países.

O nosso serviço é exclusivo para a covid-19″, disse, ao JN. Apesar da distância física, o coração de portuguesa, com raízes familiares em Fafe, fá-la estar sempre atenta ao que se passa por cá. “Tenho contactos com colegas de hospitais de Lisboa e Porto e o que sei é que estão a viver momentos dramáticos. Isso causa-me uma angústia muito grande”, sublinha. Nascida no Luxemburgo, estudou enfermagem na Bélgica e nunca trabalhou em Portugal mas está recetiva a receber doentes portugueses se essa for a decisão política.

Leia mais em Jornal de Notícias

Artigos relacionados
PortugalSociedade

Júlio de Matos teve de reorganizar-se para responder à pandemia

PortugalSociedade

Um ano de Covid-19: Quase 28 mil profissionais de saúde infetados e 19 morreram

PolíticaPortugal

"É fundamental um plano de desconfinamento" para a retoma da economia

PolíticaPortugal

Portugal vai comprar cerca de 38 milhões de vacinas

Assine nossa Newsletter