A toma da vacina para doentes oncológicos

A toma da vacina para doentes oncológicos

A Associação de Oncologia de Macau e a Associação de Feliz Paraíso apresentaram uma análise conduzida por vários médicos especialistas, incluindo Hui Cheng Vai, para responder às dúvidas de pacientes em tratamento contra o cancro sobre o momento ideal para receberem a vacina para a Covid-19. O objetivo é ajudar à decisão destes doentes.

Os especialistas criaram tabelas (ver quadros) para auxiliar os pacientes a compreender melhor as diferenças entre as três vacinas, assim como o prazo ideal para se vacinarem, em função da condição clínica de cada um, em particular entre os doentes de cancro.

No guia, os peritos médicos partilharam algumas opiniões e fatores a ter em conta.

As primeiras vacinas contra a Covid-19 encomendadas pelo Governo chegaram no passado fim-de-semana a Macau e já estão a ser administradas.

As três vacinas adquiridas pelas autoridades de saúde de Macau têm revelado, respetivamente, entre 82,4 por cento e 95 por cento de eficácia na prevenção da Covid-19.

As vacinas que integram o plano de saúde pública em Macau são a Sinopharm, a Pfizer/BionNTech e a AstraZeneca.

Recomendações sobre vacinação de Covid-19 para pacientes com cancro:

Tratamento/Tipo de cancroPeríodo (*),(**)
Transplante de medula óssea (HCT)/Tratamento celular
Transplante de células alogénicas
Transplante autólogo
Terapia celular (ex: Células CAR-T)
No mínimo três meses após o tratamento HCT/terapia celular
Doenças hematológicas
Quimioterapia citotóxica intensiva (ex: regimes de indução com base em citarabina/antraciclina para leucemia mieloide aguda)Esperar até recuperação completa do número de neutrófilos
Anemia aplástica por doença e/ou tratamento sem possível recuperação ou de recuperação limitadaQuando elegível para receber a vacina
Terapia a longo prazo (ex: agentes direcionados a leucemia linfocítica crónica ou neoplasia mieloproliferativa)Quando elegível para receber a vacina
Tumores malignos sólidos
Tratamento de quimioterapia citotóxicaQuando elegível para receber a vacina
Terapia localizadaQuando elegível para receber a vacina
Inibidores de checkpoints imunológicos e outras formas de imunoterapiaQuando elegível para receber a vacina
RadiaçãoQuando elegível para receber a vacina
Grandes intervenções cirúrgicasEspaço de pelo menos duas semanas entre a cirurgia e a vacinação
Prestadores de cuidados, familiares/contactos próximos (com mais de 16 anos)
Quando elegível para receber a vacina

* Vacinas para a Covid-19 têm prioridade sobre outras vacinas necessárias, visto ainda não existirem dados sobre vacinação simultânea. É recomendado um espaço de 14 dias entre a vacina para a Covid-19 e outras vacinações.  

** Paciente deve discutir com o respetivo médico responsável para prevenir conflitos com outros métodos de tratamento.

Que outros fatores devem ser tidos em atenção para pacientes com cancro durante a vacinação?

Especialistas consideram que familiares e pessoas em contacto próximo com estes pacientes devem ponderar ser vacinados o mais rapidamente possível. Após a vacinação devem, no entanto, continuar a ser seguidas as recomendações de prevenção epidémica: doentes que recebem a vacina devem prestar atenção aos sintomas, como por exemplo, perda do gosto ou cheiro, febre, cansaço, tosse ou diarreia. Devem ser mantidos hábitos de higiene saudáveis, evitados locais com grandes números de pessoas e cumprido o uso de máscara. Cidadãos vacinados devem manter-se nutridos e hidratados. Nunca partilhar comida e utensílios com outros, e evitar consumir alimentos crus ou pouco cozinhados. Leite e outros produtos lácteos consumidos devem ser também pasteurizados.

Detalhes sobre as três vacinas distribuídas em Macau:

LaboratórioTecnologia e doseIdade recomendadaEspaço de tempo entre dosesEficácia
Sinopharm – ChinaDuas doses Vacina de vírus inativado18-60 anos3-4 semanas86%
Pfizer – EUADuas doses Vacina RNAMais de 16 anos3 semanas95%
AstraZeneca – Reino UnidoDuas doses Vacina de vetor viralMais de 18 anos4-12 semanas82.4%

A Associação de Feliz Paraíso foi criada em 2014 por pacientes com cancro, familiares e profissionais médicos. O principal objetivo é fortalecer o contacto e diálogo entre doentes crónicos em Macau e as respetivas famílias, promovendo a partilha de informação sobre as várias formas de tratamento e reabilitação, assim como a criação de uma relação próxima com estes doentes, tanto cidadãos locais, como residentes no estrangeiro.

A associação organiza seminários públicos de sensibilização e educação sobre o cancro, oferece apoio psicológico a pacientes e aos respetivos familiares, assim como mensagens sobre a prevenção deste tipo de doença com o público geral. Os voluntários da associação incluem médicos, enfermeiros e sobreviventes de cancro.

* Fonte: Associação de Feliz Paraíso

Este artigo está disponível em: 繁體中文

Related posts
MundoSociedade

Empresas farmacêuticas não cumpriram compromisso de produção da vacina com a UE

Macau

Qualidade do ar em Macau melhora em ano de pandemia

MacauSociedade

Hospital Kiang Wu passa a vacinar

BrasilPolítica

Câncer de Bruno Covas atinge fígado e ossos, mostram exames

Assine nossa Newsletter