Tratado com Canadá e México será prioridade para os EUA

Tratado com Canadá e México será prioridade para os EUA

A implementação do novo acordo de livre comércio entre os Estados Unidos, Canadá e México será “uma prioridade” para a futura representante comercial dos Estados Unidos, Katherine Tai, que deseja reconstruir “alianças e colaborações internacionais”

Tai, nascida em 1974 e formado nas universidades de Yale e Harvard, comparecerá ao Comitê de Finanças do Senado nesta quinta-feira para sua confirmação como a nova embaixadora da política comercial americana.

Ela sucederá Robert Lighthizer nessa posição altamente influente.

“Terei como prioridade implementar e fazer cumprir os termos renovados de nossas relações comerciais com Canadá e México”, dirá Tai ao Senado nesta quinta-feira, de acordo com seu discurso divulgado nesta quarta.

Tai teve papel fundamental no desenvolvimento do novo pacto comercial entre México, Estados Unidos e Canadá (T-MEC), negociado pelo governo de Donald Trump.

Em seguida, assessorou o governo republicano em aspectos relacionados à legislação trabalhista.

Segundo ela, o tratado “representa uma etapa importante na reforma” da estratégia comercial de seu país.

“Devemos continuar a buscar políticas comerciais ambiciosas para obter um forte apoio bipartidário (democratas e republicanos)”, acrescentou em seu discurso.

Seguindo a vontade de Biden, Tai garante que se esforçará para reconstruir alianças e colaborações e se engajar com instituições internacionais para “garantir as reformas necessárias que permitam ao mundo se unir e enfrentar ameaças comuns, como mudanças climáticas, pandemia e uma recessão da economia mundial”.

“Esse dever de liderança se estende, é claro, à superação dos desafios apresentados pela China”, diz ela em seu discurso.

Mesmo assim, Tai sabe que a tarefa será difícil, já que o país asiático é simultaneamente “um rival, um parceiro comercial e um importante ‘player'” que Washington “também precisará para enfrentar alguns desafios globais”.

De origem chinesa, Tai, especialista sobre o país asiático e advogada especializada em comércio, é uma das poucas personalidades indicadas por Biden que conta com amplo apoio.

A confirmação da sua indicação para o cargo deve, portanto, ser uma mera formalidade.

Related posts
MundoPolítica

Diplomacia dos EUA afirma que ameaça terrorista foi transferida do Afeganistão

MundoSociedade

Tráfico de migrantes, um crime bilionário com pobres como mercadoria

MundoPolítica

Drone dispara foguete contra aeroporto no Curdistão iraquiano

ChinaPolítica

Taiwan: Pequim endurece discurso face a visita de comitiva dos EUA

Assine nossa Newsletter