Brasil tem quase 30 fábricas de vacina para gado e só duas para humanos - Plataforma Media

Brasil tem quase 30 fábricas de vacina para gado e só duas para humanos

Na década de 1980, país tinha pelo menos cinco institutos capazes de produzir imunizantes.

A pandemia da Covid-19 evidenciou uma fragilidade do Brasil: a alta dependência de insumos importados da China para a fabricação de vacinas e o sucateamento de laboratórios e fábricas usados para produzir imunizantes no país.

Enquanto na década de 1980, o Brasil tinha pelo menos cinco institutos capazes de produzir vacinas, atualmente, há apenas dois em operação: Bio-Manguinhos, da Fiocruz, e o Instituto Butantan.

E das 17 vacinas atualmente distribuídas por esses dois institutos de pesquisa, só quatro são fabricadas totalmente no Brasil e não dependem da importação do IFA (Ingrediente Farmacêutico Ativo), como é chamada a matéria-prima para produzir imunizantes.

Esse sucateamento do setor de vacinas para humanos contrasta com os elevados investimentos na fabricação nacional de imunizantes para animais, principalmente gado.

Enquanto o Brasil importa a grande maioria das vacinas usadas pelo SUS (Sistema Único de Saúde), mais de 90% das vacinas para gado são fabricadas no país, segundo o Sindan (Sindicato Nacional da Indústria de Produtos para Saúde Animal).

Leia mais em Folha de S.Paulo

Related posts
BrasilSociedade

Brasil chega a 14 milhões de casos e volta a superar 3.000 mortos em 24 horas

BrasilSociedade

Sem regra nacional e com pouca vacina de Covid, estados criam distinções entre comorbidades

BrasilSociedade

Covid-19: Brasil com falta de medicamentos para pacientes ventilados

BrasilPolítica

Presidenciáveis atacam Bolsonaro, apontam retrocessos e indicam prioridades durante e pós pandemia

Assine nossa Newsletter