MNE acusa relatório do CCEC de “enganar o público” - Plataforma Media

MNE acusa relatório do CCEC de “enganar o público”

Ministério dos Negócios Estrangeiros da China respondeu ontem às críticas do Clube de Correspondentes Estrangeiros na China (CCEC), que elaborou um relatório segundo o qual tem existido um “declínio da liberdade de imprensa dos jornalistas internacionais” e a expulsão de profissionais norte-americanos. Segundo o porta-voz Wang Wenbin, o governo chinês nunca reconheceu o CCEC.

“Este suposto relatório, repleto de preconceitos ideológicos e calúnias contra a China, foi criado para fins de detecção de falhas. Um autodenominado ‘clube de correspondentes estrangeiros na China’ não pode de forma alguma falar em nome dos quase 500 jornalistas estrangeiros, mas apenas transmitir as ideias paranóicas de um punhado de jornalistas ocidentais. É um exemplo típico de reportagens injustas e tendenciosas. O relatório confunde preto e branco na tentativa de enganar o público”, afirmou.

Wang Wenbin entende que “a China dá sempre as boas-vindas às agências e jornalistas de outros países para fazerem reportagens e oferece conveniência e assistência para trabalharem e morarem aqui”. Como exemplo, Wang referiu a ajuda prestada durante o surto de COVID-19. “O governo ajudou mais de 100 jornalistas estrangeiros e as suas famílias, retidas no exterior, a regressarem, facilitou o seu acesso ao mercado de Xinfadi e locais de vacinação em Pequim para entrevistas, coordenou e auxiliou entrevistas da media estrangeira sobre P&D de vacinas e com pessoal do Instituto de Virologia de Wuhan”, entre outros aspectos. “Há uma única palavra neste suposto relatório sobre toda essa facilitação e assistência, concretas e bem documentadas, que a China forneceu aos media estrangeiros?”, atirou o porta-voz.

Leia mais em Hoje Macau

Related posts
MacauSociedade

CPSP de Macau sem orientações para decidir que manifestações têm fins contrários à lei

Cabo VerdePolítica

Direitos Humanos: Cabo Verde sem violações significativas em 2020

PolíticaPortugal

Augusto Santos Silva confunde Lei Básica com Declaração Conjunta

ChinaMacau

Ho Iat Seng destaca apoio do MNE durante a pandemia

Assine nossa Newsletter