Segundo confinamento com menor impacto económico, prevê ISEG - Plataforma Media

Segundo confinamento com menor impacto económico, prevê ISEG

Diminuição do consumo privado será o principal fator a contribuir para um recuo da economia no primeiro trimestre. Indústria e construção são os setores menos atingidos.

O segundo confinamento terá menos impacto na economia portuguesa do que o primeiro. O Instituto Superior de Economia e Gestão (ISEG) antecipa esta sexta-feira uma redução “ainda elevada” do produto interno bruto no primeiro trimestre em comparação com o período homólogo de 2020 A diminuição do consumo privado será o principal fator a justificar esta previsão.

“Para um conjunto de restrições de atividade semelhantes, estamos longe das quedas e dos valores negativos atingidos em abril do ano anterior”, assinala a síntese de conjuntura do ISEG relativa a fevereiro. No primeiro confinamento, que afetou sobretudo o segundo trimestre, a economia portuguesa recuou 16,3% face ao período homólogo de 2020, um dos piores desempenhos da União Europeia.

Leia mais em Dinheiro Vivo

Related posts
PortugalSociedade

Dez concelhos portugueses recuam ou mantêm fase do desconfinamento

MundoSociedade

Mundo vivencia aumento de restrições e obstáculos na vacinação anticovid

SociedadeTimor-Leste

Polícia timorense detém 233 pessoas por violarem confinamento

PolíticaPortugal

António Costa: "Tudo terá de ser feito a conta-gotas e com toda a cautela"

Assine nossa Newsletter