Governo brasileiro faz pressão desumana para influir na CPI da Covid, diz favorito para relatoria - Plataforma Media

Governo brasileiro faz pressão desumana para influir na CPI da Covid, diz favorito para relatoria

Senador afirma que primeiro passo da comissão é convocar técnicos e TCU, PF e Ministério Público para auxiliar trabalhos.

O senador Renan Calheiros (MDB-AL), favorito para ser o relator da CPI da Covid, disse à Folha nesta sexta-feira (16) que o governo Jair Bolsonaro faz uma “pressão desumana” para influenciar a comissão e evitar que o emedebista seja o responsável por elaborar o documento final da investigação.

“O governo continua numa pressão desumana para influir nos destinos da CPI. Hoje, fui informado que eles pressionaram o líder do PSD para substituir os dois nomes na comissão. Substituir o nome do Otto Alencar e do próprio Omar Aziz“, afirmou.

Nesta sexta, senadores independentes e de oposição, que são maioria no grupo de 11 membros da comissão, fecharam acordo para eleger Omar Aziz (PSD-AM) o presidente da CPI e Renan, o relator.

O Palácio do Planalto, porém, reagiu e tentou inicialmente emplacar Marcos Rogério (DEM-RO) no lugar do emedebista.

O MDB, que tem a maior bancada do Senado, avisou que não abriria mão da função. Então o governo, de acordo com Renan, mudou a estratégia: tentou convencer o PSD a indicar para o colegiado senadores mais atrelados a Bolsonaro —o que influenciaria a escolha dos postos-chaves da comissão.

O presidente da CPI é eleito pela maioria dos membros e, em seguida, designa quem será o relator. Embora seja uma decisão livre, tradicionalmente a escolha do relator respeita um acordo pré-estabelecido entre os 11 titulares.

Se Aziz atendesse ao governo e decidisse indicar alguém que não fosse Renan, contrariando a maioria dos membros da CPI, sua própria presidência ficaria em xeque e ele perderia os votos dos integrantes do colegiado.

Leia mais em Folha de S.Paulo

Related posts
BrasilPolítica

Covid-19: Presidente do Brasil diz que teve sintomas de reinfeção recentemente

BrasilPolítica

Bolsonaro insiste em defesa de cloroquina e chama CPI da Covid de 'xaropada'

BrasilSociedade

Brasil aproxima-se dos 15 milhões de casos e de 415 mil mortos

Brasil

Bolsonaro lamenta morte de Paulo Gustavo: 'Que Deus o receba com alegria'

Assine nossa Newsletter